Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick
 
 
 
A Magia Revelada Pelas Pirâmides 
 
 
 
 
por:  
Arsenio Hypollito Junior
 
        As pirâmides sempre atraíram fortemente a minha atenção.  Lembro-me muito bem quando, menino ainda, ganhei de meu pai o livro “Deuses, Túmulos e Sábios”, de C. W. Ceram e “O Povo Que Construía Pirâmides”,  de J. J. Iran .
 

        Em meu quarto, deslumbrado com a imagem das pirâmides lá estampadas, viajei ao distante Egito. Lá, entre as páginas destes livros, percorri com minha mente longos e escuros corredores, profanando tumbas e descobrindo fabulosos tesouros sabiamente escondidos. Mas em minhas aventuras infantis, pude sentir desde logo que uma energia muito esquisita era irradiada por aqueles gigantescos monumentos de pedra.
 

    Em meus sonhos, o eco da voz do Sumo sacerdote, partindo das profundezas do tempo, chegava claro aos meus ouvidos:
 

    “Ó grande mãe Nuit!...  Abre tuas asas sobre mim como as imperecíveis estrelas...”
 

    Mas, foi ainda diante daqueles mesmos livros que uma pesada dúvida se abateu sobre a minha inexperiente alma de jovem. A mesma que nasce no espírito de qualquer pessoa, livre de idéias preconcebidas e que pensa, de forma objetiva, sobre o povo egípcio e as suas pirâmides.
 

    “Será que um povo capaz de criar uma civilização tão maravilhosa, uma nação que por seus escritos revela ser possuidora de um grande conhecimento técnico, mágico e humanista, iria perder o seu tempo e a sua energia construindo monumentos descomunais erguidos para perpetuar a vaidade humana?”
 

    Então eu quis saber mais. Fui em busca de novos livros, vi muitos filmes sobre o assunto, estudei história, conheci outros povos, outras pirâmides. Mas, o que mais me impressionava era a estranha energia que sentia sempre que me defrontava com a forma piramidal. Algo vibra no íntimo de meu ser.
 

    O tempo passou, me obrigando a trilhar outros caminhos. O mundo me chamou para novos assuntos e a vida foi se desenvolvendo. Até que um dia me deparei com um trabalho sério realizado com réplicas das pirâmides. Era uma pesquisa sobre os poderes e as irradiações magnéticas que elas possuíam. Foi então que ouvi novamente a voz do sumo sacerdote:

    “Ó grande mãe Nuit!...  Abre tuas asas sobre mim como as imperecíveis estrelas...”
 

    De repente ficou tudo claro, era lógico demais. Ao construir as pirâmides daquela forma, com aquelas proporções, com aquela orientação, com aquele tamanho monumental, os sábios egípcios queriam deixar para toda a humanidade que viria, uma lembrança clara, de uma verdade que deveria ser imperecível, tal como são as estrelas: o poder inerente da forma piramidal.
 
 

    É exatamente sobre este assunto que a partir de agora vamos nos dedicar nesta página.
 

    Por volta de 1930, Antoine Bovis, um pesquisador francês, visitava o interior da pirâmide de Quéops e lá descobriu alguns ratos que, apesar de estarem mortos há vários dias, não apresentavam nenhum sinal de decomposição em seus corpos. Alguns, que certamente haviam morrido há mais tempo, tinham desidratado de tal maneira que mumificaram!!!....
 

    Então, Bovis colocou num dos corredores da pirâmide um punhado de grãos de trigo e uma porção de carne de fresca de carneiro. Três dias depois, voltou ele  àquele corredor e verificou, não sem espanto, que apesar da umidade que havia no interior da pirâmide, a carne continuava tão fresca como quando ele lá a deixou dias atrás e o mais impressionante, os grãos de trigo haviam germinado!!!...
 

    Terminada a pesquisa que ele fazia no Egito, retornou a Paris e lá construiu uma réplica de madeira, em miniatura, da pirâmide de Quéops. Ele obedeceu fielmente as proporções físicas e a orientação magnética do original. Com este modelo começou a fazer suas própria experiências.
 

    A primeira coisa que fez foi colocar no interior da pirâmide um gato morto que ele havia encontrado nas vizinhanças de sua casa. O milagre do Egito se repetiu em sua casa, o gato desidratou mas não apodreceu.
 

    Boris elaborou um relatório muito preciso sobre todas as suas pesquisas com esta réplica. Por uma circunstância do destino, um engenheiro de radio-comunicação, de origem tcheca, chamado Karl Drbol, tomou conhecimento do trabalho do francês com as pirâmides.
 

    Intrigado com o assunto, ele construiu a sua própria pirâmide e passou a fazer as suas pesquisas. Repetiu tudo o que Boris já havia feito, quando lembrou-se que, no exército, alguns de seus companheiros tinham o hábito de deixarem as navalhas de barbear sobre uma superfície plana, expostas à luz do luar para afiarem-se. Assim, ele colocou algumas lâminas de barbear que já estavam completamente sem corte no interior da pirâmide. Verificou que, após algum tempo, as lâminas que estavam orientadas no sentido norte/sul haviam recuperado o seu corte original. Giletes que tinham uma vida útil de “sete barbas”, afiadas pela pirâmide chegam a cortar “40 barbas”. Ele patenteou a sua descoberta como invento, dando a ele o nome de “Amolador de Barbas Quéops”.
 

    A partir deste momento estavam expostos ao mundo os extraordinários poderes inerentes das pirâmides. Tornou-se uma febre, centenas de pessoas começaram a construir seus modelos e a fazer suas experiências.
 

    É bom que se diga neste momento que a maioria das pesquisas estão sendo efetuadas até hoje, baseiam-se nas medidas da pirâmide de Quéops. Porém, pudemos observar em nossos próprios experimentos que pirâmides de tamanhos e proporções diferentes da de Quéops também produzem fenômenos muito interessantes e que poderiam ser considerados, por algumas pessoas desavisadas, como “sobrenaturais”.
 

    Porém, neste breve artigo vamos nos concentrar na grande pirâmide do Egito.
 

    Você mesmo pode construir a sua réplica e fazer experiências com ela em sua própria casa. O tamanho ideal é o seguinte: base da face lateral: 78 cm.; aresta da face lateral 74 cm. O material para sua construção pode ser papelão, madeira, gesso ou qualquer outro material suficientemente duro para manter a estrutura firme. Porém, o melhor mesmo é montar somente as arestas com cantoneiras ou com tubos de cobre ou de ferro (funcionam melhor e podem ser desmontáveis, facilitando para guardar).
 

    Talvez, neste momento, você esteja se perguntando: “Mas se eu não quero nem mumificar gatos, nem afiar giletes velhas, para que vou me dar o trabalho de construir uma tal engenhoca?...”
 

    É que os benefícios que uma réplica da pirâmide de Quéops pode lhe oferecer são inúmeros. Senão vejamos, você pode utilizando a energia das pirâmides conseguir:
 

A) Conservar frescos e fora da geladeira: verduras, frutas, legumes, etc.
 

B) Energizar água potável que será muito benéfica para o reequilíbrio do sistema digestivo. Esta água tomada com regularidade melhora a memória, o estado de espírito e devolve a confiança e a auto estima.
 

C) Passando alguns momentos no sentado no interior da pirâmide você pode conseguir:
 

C1.) Controlar ou livrar-se de hábitos prejudiciais à sua saúde, tais como: álcool, fumo, drogas, etc
 

C2) Poderá se libertar de eventuais medos,  traumas ou conflitos íntimos.
 

C3) Aumentará sua auto-estima e sua auto-determinação
 

C4) Ajudará você quando da recuperação de casos graves de saúde, acelerando o processo.
 

C5) Provocará o rejuvenescimento das suas células e de seus tecidos, retardando os efeitos da velhice.
 

C6) Facilitará a cicatrização de ferimentos e o combate efetivo de infecções.
 

C7) Reduz o desconforto do “stress”, dando mais vitalidade e disposição.
 

C8) Combate a impotência e a frigidez sexual.
 

C9) Melhora seu desempenho profissional, seu rendimento desportivo e seu relacionamento pessoal, aumentando o seu carisma.
 

Observações importantes:
 

Quando sentado no interior da pirâmide, seu rosto deve ficar voltado para o lado norte, deixando, consequentemente, a sua nuca exposta ao lado sul.
 

 Para funcionar melhor, em qualquer experimento, as faces da pirâmide devem sempre ficar orientadas segundo os pontos cardeais verdadeiros do planeta.
 
 

     Comece com experimentos simples: desidrate uma maçã ou uma pêra; conserve fresco, por mais tempo que seria natural, um copo de leite; dê mais vida útil a flores;  acelere a germinação de um feijão, etc.
    Para você poder perceber os resultados de uma maneira mais clara, faça o seguinte: corte uma maçã ao meio; coloque metade dela no interior da pirâmide e deixe a outra do lado de fora, mas no mesmo ambiente e sob as mesmas condições de luz e calor; uma semana depois compare os resultados.
    Quando  você tiver adquirido confiança, pode usar em seu próprio benefício.
 

    Lembre-se que estas práticas auxiliam, em muito, a recuperação da saúde e restabelecimento das condições orgânicas e psíquicas ideais. Porém, em caso algum, substituem os cuidados médicos ou o aconselhamento técnico efetuado por profissionais de saúde devidamente credenciados para exercerem o seu trabalho. A única pessoa que pode dizer que você está curado de uma disfunção orgânica é o seu médico de confiança.
 

    Certamente, depois de um tempo, você ficará entusiasmado com os resultados que estará obtendo. Isto já aconteceu com centenas de milhares de pessoas em todo o mundo que testaram e puderam comprovar os verdadeiros  “milagres” que as pirâmides são capazes de realizar.
 

Observações finais:

    Neste momento, eu só posso dizer para você o que digo em todos os cursos que o nosso instituto de pesquisas realiza:
 

    "Não acredite simplesmente em minhas palavras, faça e verá..."
 

                                 Fiquem com as nossas mais profundas

                                                                   "Saudações Mágickas"
 

                                         Arsenio Hypollito Junior
 

ATENÇÃO !!!...
Clicke na figura abaixo se você deseja receber gratuitamente, por e-mail,
uma lição grátis de como realizar um desejo utilizando uma réplica da pirâmide de Quéops.
 


Arsenio Hypollito Junior 

Diretor Presidente e fundador do Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick. 

Grau de Magister Ipissimus do I.I.E. (Imagicklan, a Irmandade das Estrelas); 

Engenheiro civil de formação, com especialidade em construções industriais e impermeabilizações térmicas e hidráulicas. 

Autor de várias publicações na área do espírito humano e do livro “Síntese Mágicka”.  

Criador e instrutor de todos os cursos regulares promovidos pelo Imagick. 
  

E-mail: arsenio@imagick.org.br.   
 
 


 
 

Você vai sonhar com outros tempos!!!...

A fita Memória Mágicka, 

abre a 

possibilidade 

para um mergulho no tempo...

Peça no nosso Departamento de Suprimentos
suprimentos@imagick.org.br
  
 
  
 
Volta para Páginas Mágickas
Vai para Imagick - O site da Magia
 
 
5051398WebDesignerbyLuisScarparo
© JSN Projetos e Informática 
 
 

Quem somos O Imagick A Cidade das Estrelas A Irmandade das Estrelas Programação de Atividades Nossa Turma (Biografias) Contatos / Redes Sociais Cursos e Vivências Cursos Imagick ao Vivo Cursos e Vivências em CDs Cursos e Vivências em DVDs Programe sua Mente Reprograme sua Mente Vivências Externas Consultas Online Consulta Gratuita de Tarot I Ching Gratuito Runas Grátis Consulta ao Mestre Nazareno Reicki a Distãncia Oráckulo - Mensagem do Dia Pantáculos Zodiacais O Baú Magicko da Bruxa Pratickas Saude Magicka Treinamentos Magickos Meditações Magickas Orações Magickas Pensamento Magicko Consultas Pessoais Consulta Particular de Tarot Regressão de Memória Criação de Pantáculos Artigos Novidades Psiquê Mágicka Sistemas Mágickos Artigos Intrigantes Mistérios Curiosos Tradições Religiosas Comportamento Mágicko Música Magicka Notícias Mágickas Divertimentos Magickos Matemática Curiosa Variedades Significativas Ilusões Magickas Paginas Selecionadas Boletins Magickos Midia Fotos Magickas Videos Magickos Livros e Publicações Links Parceiros Imagicklan Nossa História Amor Incondicional Anjos e Demônios Consultas Gratis Vossos Deuses Deuses Egípicios Tipos de Magia Ser Bruxa Imagens de Jesus Reprograme sua Mente Cura pelo Pensamento Poder da Palavra Programação Mental Vida Secreta de Jesus A Pessoa de Jesus Tratamento Vidas Passadas Sistemas Alternativos Ritual de Pacto de Amor Bruxarias Magickas Runas e Numerologia Inscrição