Instituto de Pesquisas Psíquicas ImagicK

Hsi e Ho

Um dos mais importantes clássicos chineses é o livro Shu-Ching.

Trata-se de uma coletânea de documentos que abordam a história e as lendas do império chinês entre os anos de 2357 e 631 a.C.

É uma compilação atribuída ao grande mestre Confúcio e por isso ele é considerado o mais antigo dos cinco livros clássicos confucianos.
 
A história do desafortunado destino de dois astrônomos imperiais, Ho e Hsi, é uma das muitas que conta o Shu-Ching.

Naqueles tempos, Os chineses davam grande impotância a influência que os astros causavem na vida dos homens.

Assim, não era de se estranhar que todos os imperadores procurassem se cercar de sábios conhecedores dos céus, os astrônomos, cuja função era avisar ao povo qualquer fato incomum que porventura ocorresse no céu.
 
O imperador Tsung-Kang, quarto monarca da dinastia Hsia, tinha dois astrônomos de grande confiança sua, Hsi e Ho. Eles deviam manter os olhos bem atentos às coisas celestes.

Os dois, porém, não eram as pessoas mais responsáveis que já viveramů

Com os dias tomados pelos suntuosos banquetes imperiais e com as noites aquecidas pelas belas concubinas do palácio, não restava muito tempo para dedicar aos complexos cálculos dos movimentos dos astros.

Assim foi que um dia, sem aviso, os chineses foram surpreendidos por um eclipse do Sol.
 
Bem, naquele tempo, o povo acreditava que um dragão negro, saído do fundo da terra, estava engolindo o Sol e, para afugentar a fera, toda a população saía às ruas, fazendo barulho, batendo panelas, gritando, batendo os pés...

Foi assim que os pequeninos chinezes fizeram um tal alarido que acabaram por afugentar o dragão, permitindo que logo o Sol voltasse a brilhar.

Logo que a paz voltou a reinar, o imperador mandou trazerem os dois astrônomos ao palácio e lá mesmo, sem nenhum julgamento, foram condenados à morte.
 
Hsi e Ho foram entregues ao carrasco que com um enorme machado cortou a cabeça de cada um deles.

O descuido dos desafortunados astronomos ficou marcado para sempre nas estrelas, pois, as suas cabeças são hoje identificadas como dois aglomerados de estrelas na constelação de Perseu.

A astronomia moderna remonta este episódio ao dia 22 de outubro de 2136 a.C., quando de fato ocorreu um eclipse solar em terras chinesas. O evento que causou a morte de Ho e Hsi é considerado o mais antigo eclipse solar registrado pela história.

 
 

Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick
0xx-11-3813.4123



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Produzido por Imagick Edições e Comunicações Visuais




Quem somos O Imagick A Cidade das Estrelas A Irmandade das Estrelas Programação de Atividades Nossa Turma (Biografias) Contatos / Redes Sociais Cursos e Vivências Cursos Imagick ao Vivo Cursos e Vivências em CDs Cursos e Vivências em DVDs Programe sua Mente Reprograme sua Mente Vivências Externas Consultas Online Consulta Gratuita de Tarot I Ching Gratuito Runas Grátis Consulta ao Mestre Nazareno Reicki a Distãncia Oráckulo - Mensagem do Dia Pantáculos Zodiacais O Baú Magicko da Bruxa Pratickas Saude Magicka Treinamentos Magickos Meditações Magickas Orações Magickas Pensamento Magicko Consultas Pessoais Consulta Particular de Tarot Regressão de Memória Criação de Pantáculos Artigos Novidades Psiquê Mágicka Sistemas Mágickos Artigos Intrigantes Mistérios Curiosos Tradições Religiosas Comportamento Mágicko Música Magicka Notícias Mágickas Divertimentos Magickos Matemática Curiosa Variedades Significativas Ilusões Magickas Paginas Selecionadas Boletins Magickos Midia Fotos Magickas Videos Magickos Livros e Publicações Links Parceiros Imagicklan Nossa História Amor Incondicional Anjos e Demônios Consultas Gratis Vossos Deuses Deuses Egípicios Tipos de Magia Ser Bruxa Imagens de Jesus Reprograme sua Mente Cura pelo Pensamento Poder da Palavra Programação Mental Vida Secreta de Jesus A Pessoa de Jesus Tratamento Vidas Passadas Sistemas Alternativos Ritual de Pacto de Amor Bruxarias Magickas Runas e Numerologia Inscrição