Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick

Pais e Paz

por: Nilton Bonder
As fotos de crianças palestinas munidas de pedras diante de soldados israelenses que lhes apontam uma sofisticada arma de fogo é uma imagem muito mal compreendida. Os jornalistas pensam reproduzir fotos sobre o fraco que enfrenta o forte, quando na verdade fazem uma radiografia mais profunda.

Primeiro devemos desmistificar as fotos. Quem é mais forte e quem é mais fraco? A criança e a pedra primitiva ou a criança de 18 anos, fantasiada de uniforme com uma arma automática? Mais forte é quem está em desvantagem munido apenas de sua fantasia de criança ou é o adolescente provocado por um mais fraco e que não atira?
 

Os heróis na verdade são patéticos. Para cada tantas pedras bem colocadas no capacete do soldado ressoando a milenar vitória de David sobre Golias, há uma patética criança baleada vítima de um adolescente que não se conteve. E para cada tantos adolescentes que suportam tamanha provocação e valentemente batem em retirada, mesmo quando em vantagem, há um patético adolescente em pânico porque matou um menor (em todos os sentidos).

A pergunta correta é: cadê os pais dessas crianças? Onde estão os pais que preparam seus filhos para enfrentar à pedra o fogo, ou que preparam seus imaturos filhos para situações de desumana maturidade? Esses pais são a verdadeira foto. Atual e bíblica, a foto nos comove. Lá estão os filhos de Abraham/Ibrahim -Isaque e Ismael- diante do sacrifício. Ismael é enviado por Abrão para a morte ao deserto como uma criança munida de pedra é enviada para zombar do anjo da morte. Isaque, por sua vez, é atado como holocausto e, ao final, salvo -mas não sem cicatriz. Como um jovem que se salva do perigo, mas com a marca em sua consciência para o resto da vida.
 

A grande revolução humana se deu na formação de uma família em que o pai possuía um investimento parental forte para com sua cria. Diferentemente da maioria dos mamíferos para os quais o macho pouco ou nada se envolve com seus filhos, quando não tem atitudes agressivas para com os mesmos, o ser humano inventou o tate -o papai. Mas essa revolução ainda não se completou.

"Uma guerra é de defesa quando pais e filhos lutam juntos; quando os filhos lutam sós, trata-se de uma guerra dos pais"
 

Afinal, porque sacrificam os pais a seus filhos? Nosso passado, nossas identidades, nossas lealdades para com os pais, sejam eles na forma de ancestrais ou de história, respondem essa pergunta com um tom de transcendência. Deus aparece então como símbolo maior desse compromisso com os pais de antes e de sempre. Essa é a foto: um Deus cheio de significado enfrenta uma criança que é toda fé e ingenuidade ou enfrenta um adolescente perdido no vazio próprio de sua idade. Quem vencerá? A criança e o adolescente não têm a menor chance. O altar para o sacrifício está montado.

O Talmud relata que Abaye trouxe para casa uma tâmara excepcional, cujo perfume preenchia o ambiente. Seu filho Huna perguntou: de quem é essa tâmara tão maravilhosa? Abaye disse: "É sua, meu filho". Não tardou muito Abaye viu seu filho Huna oferecendo a tâmara a seu próprio filho e comentou: "Meu coração dói e se alegra ao mesmo tempo. Dói porque meu filho Huna preteriu a mim por seu filho e se alegra pois esse é o caminho correto".
 

Abaye sintetizou uma verdade de nossa civilização: Toda a vez que os filhos são mais leais para com seus filhos do que com seus pais, o mundo caminha em direção à paz. Toda a vez que os pais suportam essa dor, o mundo caminha em direção à paz.

Cadê os pais dessas crianças? Há uma maioria de pais israelenses que discernem hoje a ideologia que possibilitou o Estado de Israel da ideologia que propõe um estado de defesa. Estar defendido não é o mesmo que se defender. Em nome de estar defendido, podemos fazer coisas que não gostaríamos tanto no âmbito individual como coletivo. Há, no entanto, um outro grupo de pais que, tal como no lado palestino, querem ter muitos filhos e vencer demograficamente a batalha de quem tem mais filhos para perder.
 

Só os pais podem desfazer esse ciclo de violência. Há pouco lia sobre uma mãe árabe que reconheceu, no aeroporto de Beirute, um dos terroristas que haviam participado no massacre das crianças na cidade de Ma'alot, há 20 anos.

Segundo o relato, ela dirigiu-se ao terrorista, cuspiu em seu rosto e disse: "Você não se envergonha de matar crianças?" O terrorista, que hoje se tornou um moderado e um ativista pela paz, ficou por meses deprimido por conta daquele incidente. Desperto por uma "mãe" que o liberou do torpor de lealdade aos pais, ele se deu conta da vergonha da qual participara.
 

O rabino Carlebach já havia dito há 20 anos: "A era messiânica não será motivada pela preocupação com o próximo, mas com um verdadeiro e genuíno amor pelos filhos". Com todo o amor de nossos pais e de nós pais, ainda assim os pais continuam com agendas que são mais importantes que seus filhos. Jamais admitirão isso. Mas qualquer guerra que não seja um ato verdadeiro de defesa atesta e revela essa agenda. E aqui vai um segredo: a prova de se uma guerra é ou não de autodefesa aparece quando pais e filhos lutam nela juntos. Quando os filhos lutam sós, trata-se de uma guerra dos pais. Guerras essas cujo segredo está no mistério de por que querem os pais aos filhos sacrificar.
 

Publicado na Folha de S. Paulo em 26/11/2001

 



Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick
0xx-11-3813.4123



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Produzido por Imagick Edições e Comunicações Visuais



 
 
 


Quem somos O Imagick A Cidade das Estrelas A Irmandade das Estrelas Programação de Atividades Nossa Turma (Biografias) Contatos / Redes Sociais Cursos e Vivências Cursos Imagick ao Vivo Cursos e Vivências em CDs Cursos e Vivências em DVDs Programe sua Mente Reprograme sua Mente Vivências Externas Consultas Online Consulta Gratuita de Tarot I Ching Gratuito Runas Grátis Consulta ao Mestre Nazareno Reicki a Distãncia Oráckulo - Mensagem do Dia Pantáculos Zodiacais O Baú Magicko da Bruxa Pratickas Saude Magicka Treinamentos Magickos Meditações Magickas Orações Magickas Pensamento Magicko Consultas Pessoais Consulta Particular de Tarot Regressão de Memória Criação de Pantáculos Artigos Novidades Psiquê Mágicka Sistemas Mágickos Artigos Intrigantes Mistérios Curiosos Tradições Religiosas Comportamento Mágicko Música Magicka Notícias Mágickas Divertimentos Magickos Matemática Curiosa Variedades Significativas Ilusões Magickas Paginas Selecionadas Boletins Magickos Midia Fotos Magickas Videos Magickos Livros e Publicações Links Parceiros Imagicklan Nossa História Amor Incondicional Anjos e Demônios Consultas Gratis Vossos Deuses Deuses Egípicios Tipos de Magia Ser Bruxa Imagens de Jesus Reprograme sua Mente Cura pelo Pensamento Poder da Palavra Programação Mental Vida Secreta de Jesus A Pessoa de Jesus Tratamento Vidas Passadas Sistemas Alternativos Ritual de Pacto de Amor Bruxarias Magickas Runas e Numerologia Inscrição