Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick

Ensinamentos Taoistas
.

..
O Tao

“Para representar o princípio eterno e incognoscível de todas as coisas, Lao 
Tsé escolheu uma palavra cuja etimologia possibilita uma designação pouco 
convencional: Tao.
Esse termo foi utilizado convencionalmente pelos escritores, desde a 
antiguidade, para designar uma doutrina moral e social. Lao Tse, no entanto, 
dá-lhe uma nova acepção, utilizando-o para representar o Princípio 
Primordial, a causa das causas, o Absoluto Inacessível, o Ser/Não-ser 
superior a todas as criaturas, a Origem de tudo, que sempre foi, é e será, 
sem o qual nada existiria e que é Todo em tudo.”

“Ao invés dos métodos de busca do Verdadeiro por intermédio dos sentidos e 
das faculdades mentais, o Tao Te King trata-se de uma introdução à Via da 
Simplicidade Original, à qual se tem acesso criando em si mesmo, pela 
abnegação e pelo desapego, um vazio que preenche a Virtude do Tao.”

“Qualquer via que possa ser fixada e conduza gradualmente a um fim; qualquer 
doutrina ou sistema destinado a explicar as relações entre o espírito e a 
matéria, a determinar as categorias do entendimento; qualquer coisa que 
possa ser demonstrada a alguém, a fim de torna-lo apto a conhecer o 
Universo, a Verdade, a Realidade; nada disso é o que foi, é e eternamente 
será. Uma via que pode ser traçada não é a Via Eterna, o Tao.”

“Os nomes atribuídos a seres e coisas, a fim de distingui-los, 
identificá-los ou evocá-los, aplicam-se às aparências apreendidas pelos 
sentidos e compreendidas pela inteligência, nada nos revelando da essência 
e, por conseguinte, da verdadeira natureza desses seres e coisas. Esses 
nomes pertencem ao modo de conhecimento relativo ao domínio do tempo e do 
espaço, onde reinam a dualidade, a oposição, a divisão. Um nome que pode ser 
pronunciado não é o Nome eterno.”

“Nenhum dos modos de pensar e falar que conhecemos é aplicável ao Absoluto, 
e qualquer frase que tente qualificá-lo, fazê-lo conhecido, nega a si mesma, 
pois, no mistério de sua não-manifestação, o Tao é eterno, não tem nome. 
Assim, só nos resta balbuciar o que ele não é, fazendo preceder de uma 
negação todas as qualidades, virtudes e possibilidades sensíveis ou 
inteligíveis com que desejemos designá-lo.”

“Não podendo ser nomeado, porque não manifesto no domínio do tempo e do 
espaço, o Tao não é para nós, senão uma necessidade lógica: percebendo tudo 
que há entre o céu e a terra e concebendo que nada possa nascer sem que uma 
causa seja seu princípio, quer dizer, que o preceda e produza, nossa 
impossibilidade de designar essa causa leva-nos a imaginar um Ser 
desconhecido, misteriosos, na origem do Universo. Sem nome, está na origem 
do Céu e da Terra.”

A Virtude do Tao

“As práticas sinceras que têm por fim a perfeição moral só podem ser úteis 
se servirem de introdução à vida espiritual e não se limitarem a reproduzir, 
em nosso comportamento, as formas exteriores daquilo que chamamos virtudes. 
Tal conduta, puramente formal, permanecerá obra da vontade própria enquanto 
não for vivificada e fecundada pelo Espírito Divino. Por isso é necessário 
mostrar-se simples e natural, reduzir o egoísmo e ter poucos desejos.”

“É em vão que, a fim de atenuar a perda da Virtude, as disciplinas morais e 
religiosas esforçam-se em obter do homem, pela obediência a prescrições ou 
pela observação de ritos cada vez mais complicados, aquilo que ele cumpriria 
naturalmente em sua simplicidade primordial.”

“Sendo a vontade humana movida pelo egoísmo e pelo orgulho, suas obras 
aparentemente mais desinteressadas estão contaminadas pelo amor-próprio e 
viciadas por uma secreta pretensão a um direito autoral. O desapego com 
relação ao fruto da ação e a espontaneidade da Suprema vontade são opostos 
aos cálculos de suas imitações, num paralelo que se poderia parafrasear da 
seguinte maneira: aquele que possui a Virtude nada premedita em interesse 
próprio; dia após dia, segue com confiança o itinerário traçado pela vontade 
do Tao; esquecendo o passado e não perscrutando o porvir, vive no presente 
em contato com o Eterno. Não age por si mesmo e muito menos para si mesmo. 
Como poderia comprazer-se com a posse da Virtude, sabendo que é somente o 
canal e o dócil instrumento desta? Como poderia atribuir-se qualquer mérito 
por ações para as quais sua vontade pessoal tem tão pouca importância?”

“No entanto, o mesmo não acontece com que pratica as virtudes seguindo uma 
via previamente traçada para si: ele mede o caminho percorrido, calcula a 
distância que o separa do fim e deplora a má conduta e a inércia dos que o 
cercam. Assim, os resultados de suas obras não o deixam indiferente: se 
estes são decepcionantes no presente, ele busca uma recompensa no futuro; se 
as aprovações reconfortam-no, as críticas causam-lhe amargura, das quais se 
consola julgando injustas as opiniões dos homens.”
 

Do livro: O Livro do Tao e sua virtude,
versão integral e comentários de
Marc Haven e Daniel Mazir.
Attar editorial, 1988.

 



 

.                                                                                                                                                                     .

Tenha acesso ao conhecimento do passado, hoje...
Numa linguagem moderna, atraente e fácil.

Venha para a Irmandade das Estrelas
Onde os bruxos conspiram.

Clicke na sacerdotisa para saber mais.
.

 
 
 
 Volta para página inicial 
 Vai para atividades do mês
 Volta para Índice Geral do Imagick


boletim@imagick.org.br
 
 


Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick
Uma escola moderna de magia
(0xx) (11) 3813.4123
 
 
 


Página desenvolvida por:
Imagick Edições e Comunicações Visuais



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Quem somos O Imagick A Cidade das Estrelas A Irmandade das Estrelas Programação de Atividades Nossa Turma (Biografias) Contatos / Redes Sociais Cursos e Vivências Cursos Imagick ao Vivo Cursos e Vivências em CDs Cursos e Vivências em DVDs Programe sua Mente Reprograme sua Mente Vivências Externas Consultas Online Consulta Gratuita de Tarot I Ching Gratuito Runas Grátis Consulta ao Mestre Nazareno Reicki a Distãncia Oráckulo - Mensagem do Dia Pantáculos Zodiacais O Baú Magicko da Bruxa Pratickas Saude Magicka Treinamentos Magickos Meditações Magickas Orações Magickas Pensamento Magicko Consultas Pessoais Consulta Particular de Tarot Regressão de Memória Criação de Pantáculos Artigos Novidades Psiquê Mágicka Sistemas Mágickos Artigos Intrigantes Mistérios Curiosos Tradições Religiosas Comportamento Mágicko Música Magicka Notícias Mágickas Divertimentos Magickos Matemática Curiosa Variedades Significativas Ilusões Magickas Paginas Selecionadas Boletins Magickos Midia Fotos Magickas Videos Magickos Livros e Publicações Links Parceiros Imagicklan Nossa História Amor Incondicional Anjos e Demônios Consultas Gratis Vossos Deuses Deuses Egípicios Tipos de Magia Ser Bruxa Imagens de Jesus Reprograme sua Mente Cura pelo Pensamento Poder da Palavra Programação Mental Vida Secreta de Jesus A Pessoa de Jesus Tratamento Vidas Passadas Sistemas Alternativos Ritual de Pacto de Amor Bruxarias Magickas Runas e Numerologia Inscrição